Informação · Sem categoria

Compulsão alimentar, você tem?

Compulsão alimentar, você tem?

 

“Já fiz de tudo pra emagrecer… todas as dietas possíveis, mas sempre chega um ponto em que não aguento, desisto, e volto a comer tudo que vejo pela frente, acho que sou viciada em comida.” Esta, foi parte da fala de uma paciente durante uma consulta. Ela veio em busca de uma dieta para perder peso, mas veio a descobrir com o tempo que tinha compulsão alimentar ou melhor Transtorno Compulsivo Alimentar Periódico – TCAP – e que por isso, precisaria de muito mais do que uma dieta.

50706605fa54d1a480c61296b08e5b95A compulsão alimentar está extremamente associada ao sobrepeso e a obesidade, para se ter uma ideia, aproximadamente 30% dos indivíduos obesos que procuram tratamento para emagrecer possuem esse transtorno.

Mas atenção, não é porque você tem extrapolado e anda sentido dificuldade em se controlar na hora de comer que você tem o transtorno. Quem realmente tem o problema possui pelo menos três dos seguintes sintomas: come muito e mais rapidamente que o normal; come até se sentir incomodamente cheio; ingere grande quantidade de alimentos mesmo sem sentir fome; come sozinho ou escondido em razão da quantidade ingerida e sente vergonha, culpa ou raiva de si mesmo após a compulsão.

Basicamente a pessoa com TCAP, ingere uma grande quantidade de comida em um curto espaço de tempo (cerca de 2 horas), em seguida vem a sensação de perda de controle sobre o que ou quanto se comeu. Estes episódios costumam ocorrer frequentemente. Para estas pessoas, como disse Nina Horta, “o alimento pode tornar-se um refúgio, uma carícia, um vício.”

CORPO E COMIDA 1

Os episódios levam a alívio e sensação de prazer momentâneo, mas logo vem a culpa pelo descontrole. Para compensar os exageros você retoma dieta, a grande restrição alimentar, leva ao aumento da sua ansiedade e do seu stress, você não suporta a restrição, e em busca novamente de alívio, volta aos episódios de compulsão. Basicamente, você entra em um ciclo vicioso de compulsão e compensação que no fim das contas só te prejudica ainda mais.

circulo de compulsão

Psicologicamente, seu humor vai ficando ainda mais depressivo, a ansiedade, os sentimentos de incapacidade e de culpa vão só aumentando. Além disso, neurobiologicamente, quando o alimento é utilizado para suprir diferentes estados emocionais, ora muita alegria ora muita tristeza, dificulta-se a diferenciação entre o que é emoção do que é sinal fisiológico natural do corpo, como o sinal de fome ou mesmo de saciedade, por exemplo.

CORPO E COMIDA 2

Outra péssima consequência física, para quem está nesse ciclo vicioso, está no fato de o corpo ir ficando meio ‘preguiçoso’, de certa forma ele não responde mais tão bem com as dietas, pelo contrário, geralmente o metabolismo anda tão bagunçado, nessa oscilação entre muita energia (com compulsão) e pouca energia (em dieta), que quanto mais dieta restritiva você faz, mais gordinho você vai ficando ao longo dos anos.

“Ok nutri, acho que tenho esse tal de TCAP, então o que faço?” Bem, em casos em que há o diagnóstico do transtorno a intervenção que realmente funciona, consiste na união entre o tratamento psicológico em parceria com a terapia nutricional, associando a prática de atividade física.

O psicólogo utilizará técnicas para abordar as dificuldades interpessoais e estratégias para propiciar que o paciente possa regular seus afetos, por exemplo. Com este profissional, antes de tudo, você buscará a auto-aceitação e auto-aprovação. Na terapia nutricional, trabalhamos reeducação alimentar com foco em qualidade, sem grandes restrições. Em alguns casos, para a redução da compulsão é necessário o uso de medicamentos (inibidores seletivos de recaptura de serotonina).

Assim, com os tratamentos certos, há redução da ansiedade, melhora na auto-estima, e a redução no peso corporal: consequência natural e não objetivo único.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s